Discos

Canções para acordar o Sol

O CD Canções para acordar o Sol nasceu do desejo de encontrar o caipira que existe nos compositores da urbanizada e sofisticada MPB. Entre eles Tom Jobim, Chico Buarque, Gonzaguinha e Ivan Lins. Cada vez mais, sonhamos reviver o homem em paz com a natureza, já quase improvável; mas que podemos revisitar por meio da música de muitos dos afamados compositores brasileiros nascidos e/ou vividos no asfalto. Ao final deste disco, o ouvinte há de concordar que o que faz um compositor caipira não é o lugar onde ele nasceu, mas o que ele guarda na memória e no coração. Participações especialíssimas de Rolando Boldrin e Mônica Salmaso.

O quarto CD de Cláudio Lacerda é uma homenagem ao homem e à cultura campesina. Canções que gentilmente nos conduzem da cidade ao campo através de nossas lembranças, da nossa memória afetiva. Entre elas Disparada (Théo de Barros e Geraldo Vandré), Boiadeiro errante (Teddy Vieira) e Triste berrante (Adauto Santos). O CD trás também duas composições inéditas de Cláudio e Adriano Rosa (Comitiva Baguá e Vida de Capataz) e regravações de Renato Teixeira, Carreirinho, Almir Sater, entre outros.

Com onze das catorze canções assinadas, Cantador é o terceiro e mais autoral da carreira de Cláudio. Como nos trabalhos anteriores, o repertório traz grande variedade rítmica e arranjos acústicos muito bem cuidados. Ao mesclar blues, folk e country em suas letras e às de seus parceiros nesse disco, Cláudio Lacerda se deixa levar não apenas pelas influências musicais nacionais. Cantador traz a participação especial de Dominguinhos – faixa Canto Brasileiro (Cláudio Lacerda e Eduardo Santhana). O mestre não grava apenas um belíssimo solo com sua sanfona encantada, como também empresta seu canto, que é canto dos mais brasileiros que se conhece! Um disco para curtir sem restrição.

CD homenagem a alguns dos maiores compositores da história desse gênero que está no cerne da música popular e da própria cultura brasileira. Além de escolher de cada compositor uma canção de estirpe, com preferência para as menos conhecidas, Cláudio preocupou-se em apresentar os diferentes ritmos (cateretê, cururu, toada, guarânia etc.) e temáticas (religiosidade, romance, vida no campo, humor etc.) que compõem esse gênero de beleza bruta e legítima. O jornalista Luis André do Prado foi responsável pela produção artística e parceiro na escolha do repertório. O CD foi matéria de capa do Caderno 2 do jornal O Estado de São Paulo, e contou com as participações de Tinoco, Pena Branca, Alzira e Tetê Espíndola, entre outros artistas.

O disco de estréia inclui composições de autoria de Cláudio Lacerda e de autores consagrados como Almir Sater, Renato Teixeira e Paulo Simões. O repertório mistura ritmos regionais e influências que vão desde os próprios Renato Teixeira e Almir Sater, aos mineiros do Clube da Esquina, ao rock rural de Sá e Guarabira, e indo mais longe, à música caipira de João Pacífico, Elpídio dos Santos, Serrinha, entre outros. "Alma Lavada" conta com as participações especiais de Renato Teixeira, e da cantora Miriam Mirah, fundadora do grupo Tarancón. Na contra-capa, uma recomendação de peso: "Violeiros e cantadores desse povo brasileiro abram a roda, sobra espaço para um novo companheiro", Paulo Simões.

Participações

Adriano Rosa

Canta Inezita

Daniel Franciscão

Levi Ramiro

Noel Andrade

O.P.V.C

Osni Ribeiro

Pedro Antonio

Pinho

Rodrigo Delage

Rodrigo Zanc

Violeiros Matutos

Zé Paulo Medeiros

Zé Paulo Medeiros 2

© Todos os direitos reservados 2007/2018 - Cláudio Lacerda - Site desenvolvido por Frogs - Hospegagem Netstructure